• Patrícia e Rafaela

10 filmes CLÁSSICOS para ver na NETFLIX

A gente sabe que existe muito filmes bom por aí, mas tem aqueles que por vários motivos conseguiram marcar uma geração e, continuam sendo lembrados mesmo depois de anos, décadas desde o seu lançamento. Sim, estamos falando dos CLÁSSICOS do cinema, aqueles filmes que todos mundo deveria assistir pelo menos uma vez na vida. Gosta de cinema? Esses são obrigatórios.


E olha que coisa boa, montamos uma lista com 10 filmaços clássicos que você encontra disponíveis na netflix. Esperamos que gostem!



Psicose


Se você gosta de suspense e ainda não viu Psicose, assista, com certeza um filme precursor dentro do gênero. Sabe aqueles sustos típicos de suspenses, como a angústia que sentimos quando vemos alguém tomando banho no chuveiro, então, alguns foram imortalizados neste icônico filme do mestre do suspense Alfred Hitchcock. Baseado no romance homônimo de Robert Bloch, “Psicose”, lançado em 1960, foi gravado em preto e branco por escolha do diretor. No filme temos uma secretária em fuga após apropriar-se de dinheiro do seu chefe, que devido a um forte temporal, acaba se hospedando em um hotel de beira de estrada conduzido por um homem peculiar chamado Norman Bates. Conhecido pelo seu roteiro cheio de reviravoltas e pela forma quase cruel com a qual Hitchcock retratou o terror, é hoje, considerada uma das melhores obras do diretor e um dos melhores filmes de todos os tempos.

Era Uma Vez no Oeste


Esse é o segundo filme mais antigo dessa nossa lista, de 1968, dirigido por Sergio Leone, esse é um verdadeiro clássico do gênero Western. Um pai e seus quatro filhos são brutalmente assassinados, já que suas terras estavam no caminho para a construção da estrada de ferro. No entanto, ele havia se casado com um prostituta de Nova Orleans, que assume a redondeza. Com efeitos sonoros, sons ambientes e trilha sonora que casam perfeitamente na hora de contar a história, causando ansiedade antes de eventos e cenas dramáticas. Esse filme serviu de inspiração para o último filme do Quentin Tarantino, e você já percebe a semelhança pelo próprio nome “Era Uma Vez Em… Hollywood”.

O Poderoso Chefão


Sucesso de crítica e público não é a toa que “O poderoso chefão” está sempre no top 5 das listas de melhor filme da história do cinema e se tornou ícone da cultura popular. Lançado em 1972, inaugurou a trilogia que conta a saga dos Corleones, uma família de gangster de origem Italiana. Dirigido por Francis Ford Coppola (pai da cineasta Sofia Coppola que interpretou Mary no terceiro episódio da trilogia ainda no início de sua carreira) é baseado no livro homônimo de Mario Puzo responsável junto a Coppola pelo roteiro dos longas. Estrelado por Marlon Brando no papel de Don Vito Corleone, o chefe da família e Al Pacino como Michael Corleone, o filho mais jovem, um militar que retornou da guerra e não participa das atividades da família.

Tubarão


Ahhh esse filme se você ainda não viu, tá perdendo tempo de ter a experiência de assistir um dos filmes mais percursores em computação gráfica em seu tempo. Nesse ano, Tubarão de Steven Spielberg completa 45 anos. Na pequena cidade de Amity banhistas começam a sofrer ataques de um terrível e gigante tubarão branco. O prefeito local tenta esconder da mídias os acontecimentos, enquanto que o xerife vai atras de ajuda com o ictiologista e um pescador para tentar caçar o animal. O filme foi gravado no meio de um oceano atlântico, não em um tanque em estúdio como de costume, já sabe, né? Pensa na dor de cabeça que a produção não teve. É um filme que ressalta a fobia e o medo do animal, há muitos momentos de suspense e tensão sem nem mostrar o tubarão mecânico.

Clube dos Cinco


Esse é daqueles filmes que é importante contextualizar dentro de sua época. Talvez hoje, assistir mais um filme sobre adolescentes que busca desconstruir estereótipos seja batido, mas em 1985 foi completamente inovador. Um filme que lembra um pouco o formato de teatro, se passa inteiramente na escola, onde um grupo de cinco jovens (o atleta, a patricinha, a esquisita, o nerds e o marginal) devem passar um sábado de detenção. Lembrado pelas ótimas atuações é muito interessante como o filme demonstra que apesar dos estereótipos todos eles são iguais, adolescentes que em meio às mais diversas pressões temem o futuro e tentam descobrir quem são.

Perfume de Mulher


Outro filme estrelado por Al Pacino, lançado em 1992 conta a história de um homem cego ranzinza e um jovem contratado para cuidar dele por um final de semana. É um filme simples, não possui uma direção brilhante ou roteiro cheio de reviravoltas e surpresas. O que chama atenção no longa é a relação dos personagens, a atenção devotada aos pequenos detalhes, a seriedade e complexidade para retratar emoções e relações difíceis mas o principal é sem sombra de dúvidas a atuação dos atores. O então jovem ator Chris O’Donnell construiu muito bem o jovem tímido e certinho e Al Pacino traz tantas camadas na sua atuação que não tem como não se maravilhar, se já não soubesse a resposta com certeza teria pesquisado para saber se o ator não é cego de verdade. Um filme lindo, com a cena de tango mais charmosa, elegante e sensual que já assisti, com certeza recomendo para vocês.

A Lista de Schindler


Olha lá ele aqui de novo, Steven Spielberg dirigiu a obra em 1993. Depois de muitos anos do filme, o diretor comentou que no início das produções tinha medo que as pessoas não acreditassem que a história partia da realidade, até porque se tratava de uma trama improvável, ainda, dirigida pelo mesmo diretor de Tubarão, por exemplo, e é por isso que no fim de filme temos cenas com os sobreviventes reais que foram salvos por Schindler. Temos a história de Oskar Schindler, um homem comerciante no mercado negro, oportunista, que se relacionava com o regime nazista como membro. No entanto, ela tinha muita empatia pelo ser humano e, fez de tudo para conseguir salvar mais de mil judeus dos campos de concentração.

Forrest Gump - O Contador de Histórias


Filme de 1994, protagonizado por Tom Hanks, uma obra que diz muito sobre o valor da vida. Traz a história de Gump, diagnosticado com síndrome de Asperger, com uma vida normal e segue uma jornada em busca de ajudar Jenny, um amor de infância. Acaba por passar pela Guerra do Vietnã, Watergate, vivencia os anos 70 e tem uma jornada incrível. A temática que gira em torno do filme é linda e motivadora, Gump mesmo com QI abaixo da média não deixou de ser capaz de grandes feitos, é um filme que te acolhe e te faz pensar que não deve desistir do que acredita, vai muito bem nos dias atuais.

O Show de Truman


Se tem um comediante que a gente ama é o Jim Carrey, ainda mais quando ele em 1998 surgiu em um filme com humor, mas puro drama que sim, nos fez chorar. Um comediante que nos faz sentir confortável apenas com sua presença, em 1998 interpretou Truman Burbank. Vendedor de seguros com uma vida simples e aparentemente feliz. Mas, ele começa a se dar conta e perceber coisas estranhas pela cidade, sua esposa e até supostamente seus amigos. Depois de vasculhar acaba descobrindo que toda sua vida foi monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional. Esse filme é SENSACIONAL, e foi feito no período em que Reality Shows estavam surgindo, como uma crítica que serve até os dias atuais.

O Resgate do Soldado Ryan


Um dos filmes mais recente dessa lista é mais um clássico dirigido por Steven Spielberg e com certeza um dos melhores filmes de guerra já produzido. Os vinte minutos que inauguram a obra é composto por uma daquelas cenas que fizeram história no cinema. Um retrato forte, chocante e intenso do assalto a praia Omaha, nos desembarques da Normandia, no dia que ficou conhecido como Dia D. O filme é ainda estrelado por Tom Hanks que retrata um capitão que junto a sete soldados buscam resgatar um paraquedista, o soldado Ryan, interpretado por Matt Damon. Com certeza é uma ótima pedida para quem quer conhecer um pouco mais sobre esse período da história.


*Bônus


Pulp Fiction: Tempos de Violência


Não colocamos Pulp Fiction entre os 10 filme indicados porque já falamos dele aqui no blog e no canal, mas não teria como falar de clássicos disponíveis na netflix e não citá-lo. Então, deixamos como um bônus o brilhante filme autoral de Quentin Tarantino, lançado em 1994, com seu roteiro não linear, sangue tarantinesco e trilha sonora icônica. E se ainda não assistiu, assista, a cena de John Travolta e Uma Thurman dançando é sensacional. E para quem quiser saber mais, deixamos o link para o vídeo sobre os 5 melhores filmes de Tarantino, segundo Sétima Sala, no nosso canal: https://www.youtube.com/watch?v=MF2F2aAjqII


Beijos, Patrícia e Rafaela L.

23 visualizações

@2018 Sétima Sala - Todos os direitos reservados

  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram