• Patrícia e Rafaela

SUGESTÃO DA SEMANA #4: Capitão Fantástico

Atualizado: 15 de Mai de 2020

Para repensar seu estilo de vida, a comédia - drama se apropria do assunto

Admito que assisti Capitão Fantástico por acaso. Vimos a capa do filme e pensamos: “Nossa, que parecido com “Pequena Miss Sushine”, deve ser bom”. E foi isso. Nos encantamos e sem dúvidas, foi uma bela surpresa.

Filme de 2016, escrito e dirigido por Matt Ross, “Capitão Fantástico”, é um longa-metragem pra lá de peculiar. Conta a história de uma família que decidiu fugir do padrão - classe média de vida tradicional americana - e, passou a morar em contato com a natureza, mais precisamente, no meio da floresta. Ben Cash, interpretado pelo Viggo Mortensen, pai da família, ensina seus seis filhos como sobreviver no local em que vivem e a estudar de forma ambiciosa, as crianças desenvolvem conhecimentos de áreas científicas e política, falando seis línguas e com seu próprio pensamento constantemente estimulado, independente da idade. Ben, no entanto, é rígido como pai, e às vezes beira ao autoritarismo.


A mãe das crianças, no início do filme, está hospitalizada e logo falece, a morte da figura materna, no entanto, se torna o estopim para o que iremos assistir. O corpo está prestes a ser enterrado por seus pais, que se negam a honrar seu desejo, como budista, de ser cremada – o que leva sua família a iniciar uma longa jornada para impedir que isto aconteça. O corpo da mãe está prestes a ser enterrado por seus pais, que se negam a honrar seu desejo, como budista, de ser cremada – o que leva sua família a iniciar uma longa jornada para impedir que isto aconteça.

Capitão Fantástico é extremamente divertido e surpreende a quem está assistindo. Retrata laços emocionais e intelectuais fortíssimos que abordados por meio do humor e tragédia. O filme retrata uma dinâmica familiar extremamente cômica. Por exemplo, ao mostrar a família comemorando o "dia de Noam Chomsky", discutindo Física Quântica ou roubando um supermercado numa operação chamada "Libere a Comida".


Indicado à categoria de Melhor Ator no Oscar 2019, Mortensen, é um ator capaz de evocar uma intensidade única. O trabalho do ator, como de costume, não deixa nem um pouco a desejar. Há uma sinceridade em sua atuação, uma entrega que nos traz o sentimento de que não é um personagem, mas o ator que está ali. Viggo Mortensen carrega o personagem sempre com um sarcasmo e uma autoridade em relação às crianças. O formato de educação que mantém, pode ser considerada complicada em certos aspectos, mas evitar os tabus que a sociedade cria, é sempre uma nova forma de educação a se pensar.


O filme conta com uma ótima trilha sonora e direção de fotografia, as quais conversam com o longa-metragem de forma única.


Capitão Fantástico, traz uma relação de vida e morte de maneira única e, principalmente levanta a bandeira de que artificialidades e futilidades são perda de tempo. Também demonstra a importância do pai como cuidador e mais ainda, sobre a importância desse laço entre pai e filhos. Por isso é uma boa pedida para dia dos pais. :)


Espero que gostem!

Beijos, Patrícia L.

20 visualizações0 comentário

@2018 Sétima Sala - Todos os direitos reservados

  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram