• Patrícia e Rafaela

SUGESTÃO DA SEMANA #8: Os Suspeitos

Atualizado: Mai 16

Se você é um fã de David Fincher e adora aquele bom suspense/ thriller policial, ao estilo de “Zodíaco” e “Seven”, “Os suspeitos”, ou melhor “Prisioners” - título original que era perfeito para a obra - do canadense Denis Villeneuve (O homem duplicado, Sicario, A chegada e Blade Runner 2049) com certeza irá te agradar. E digo que o título original era riquíssimo, pois de alguma forma todos são prisioneiros no filme, seja emocionalmente ou fisicamente.

O longa lançado em 2013, aborda sem clichês, aspectos atinentes aos limites do ser humano e dilemas morais em situações extremas. Com ótimas atuações de Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Paul Dano, Terrence Howard, Maria Bello e Viola Davies, que certamente fortalecem a complexa construções de personagens, mesmo que as duas últimas com pouco tempo de cena.

A história apresenta o desaparecimento de duas meninas e o impacto nos comportamentos dos personagens ao longo da busca. E se o mistério se situa no questionamento de onde elas estão, a angústia é causada pelas relações estabelecidas entre os personagens.

Um dos pais (Jackman), certo de que um suspeito (Duno) liberado pela polícia é o culpado, sequestra o jovem na desesperada tentativa de localizar as crianças. De outro lado o introspectivo detetive (Gyllenhaal) que a cada momento revela mais de sua personalidade, bem como do seu apego ao caso, conduz uma minuciosa e racional investigação policial, e isso não é spoiler, está na sinopse.

Desde os minutos iniciais do filme, existe o cuidado para nos inserir na atmosfera que perdurará nos próximos 153 minutos, desde a fotografia com tons cinzas e marrons que nos deixa claro estarmos diante de uma localidade fria, até a oração que inaugura o longa, seguido do tiro na caça, que já apresenta os dilemas e incongruências presentes no personagem.

Inclusive, o roteiro aliado a direção e fotografia não subestima seu espectador, nem tenta assustá-lo de forma previsível, ao contrário, durante todo o filme recebemos pistas relevantes para que ao final a história se amarre, bem como, em muitas cenas esperamos aqueles truques, já conhecidos em filmes de suspense, porém, esses não vêm, fortalecendo a angústia do espectador e a sua curiosidade.

Para quem se interessou, o filme é muito bom, tendo recebido diversos elogios da crítica especializada, especialmente, pelas atuações dos dois atores principais. E o melhor, encontra-se disponível no Telecine Play!

Abraços,

Rafaela Lourenço

28 visualizações

@2018 Sétima Sala - Todos os direitos reservados

  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram